Implante Dentário… 10 perguntas que você provavelmente possui!

Sorrir faz bem à saúde

Implante Dentário… 10 perguntas que você provavelmente possui!

 

Cirurgia para colocar Implantes, isso dói Doutor? Mas e a rejeição, posso ter? Como saber se estou escolhendo o tratamento certo?


São tantas dúvidas que nos cercam quando queremos dar um passo importante em nossas vidas, não é mesmo? Ainda mais em relação a nossa saúde. Fique tranquilo, aqui vão as perguntas mais frequentes e relevantes para desmistificarmos o Implante Dentário e que com certeza vão lhe trazer mais tranquilidade para escolher esse tratamento.


1) MAS AFINAL…O QUE É UM IMPLANTE DENTÁRIO?


Implante Dentário

O implante dentário nada mais é do que um pino de Titânio, que irá substituir a raiz de um dente perdido. E é em cima desse pino de Titânio que será confeccionado uma prótese dentária. Note que o implante dentário, após realizada a cirurgia para a sua colocação, não fica aparente, ele fica em baixo da gengiva, dentro do osso. O que vai aparecer na boca é a prótese que será feita sobre esse implante, ok? É como se o implante fosse os pés de uma mesa e o tampo da mesa, a prótese.


2) E A TAL OSSEOINTEGRAÇÃO DO IMPLANTE DENTÁRIO DOUTOR, O QUE É ISSO?


Bom, após a colocação desse pino de Titânio, precisamos dar um tempo para que o nosso organismo aceite esse material novo e mande células ósseas “grudarem” ele em nosso esqueleto. Esse processo chamamos de OSSEOINTEGRAÇÃO, osseo = osso & integração = grudar. Você já deve ter escutado muito esse termo, ele é o pilar do sucesso ou fracasso da nossa reabilitação bucal com implantes.


3) QUANTO TEMPO LEVA UM TRATAMENTO COM IMPLANTES DENTÁRIOS?


Bem, o tempo de tratamento está diretamente relacionado com o tempo de osseointegração (grudar no osso) do Implante ao nosso osso. Atualmente as empresas estão desenvolvendo Implantes cada vez mais sofisticados visando diminuir ao máximo esse período de osseointegração (grudar no osso), afinal, queremos concluir nosso tratamento o mais breve possível não é mesmo?

Os Implantes mais modernos tem tratamentos físicos e químicos em sua superfície que promovem a osseointegração em 21 dias, isso mesmo, em 21 dias você já pode começar a fazer sua prótese sobre esse Implante.

Mas ainda existem Implantes mais simples, que levarão de 4 a 6 meses para terem uma adequada ósseointegração (grudar no osso).


4) E TUDO PRONTO NO MESMO DIA DOUTOR (Implante mais o dente), É POSSÍVEL?


Sim, é possível pessoal, mas para isso existem uma série de outros fatores que devemos levar em consideração para realizar esse tipo de tratamento, ok? Talvez um dos fatores mais relevantes para isso seja a quantidade e qualidade do osso no qual o Implante será instalado. Esse assunto é mais extenso, para saber mais detalhes continue lendo e inscreva-se para receber um E-book completo.


5) QUALQUER PESSOA PODE RECEBER IMPLANTE?


Sim, qualquer pessoa pode receber Implantes. Claro que muitas vezes temos que manejar e adequar o paciente para receber seus Implantes. Esse manejo pode ser com o auxílio do seu médico devido a alguma doença sistêmica, pode ser com o auxilio de uma Câmara Hiperbárica para melhor oxigenação e cicatrização dos tecidos ou até mesmo com utilização de enxertos ósseos para os paciente com pouco osso nos maxilares.

Existem inúmeras atitudes que o Dentista pode tomar para tornar seu paciente apto a receber Implantes Dentários, converse com ele sobre seu caso, ok?


6) A CIRURGIA PARA A COLOCAÇÃO DO IMPLANTE DENTÁRIO… DÓI DOUTOR?


A cirurgia para a instalação do implante dentário não dói, ela é feita com anestesia local e não dura mais do que 20 min., menos que um tratamento de canal ou uma obturação não é mesmo? Claro que se formos realizar trabalhos de reabilitações mais complexos com 6 ou até 8 implantes na mesma cirurgia ou enxertos ósseos simultâneos, o tempo de procedimento será maior.

Salvo aqueles casos de enxertos ósseos amplos, a cirurgia para a colocação do implante dentário é indolor, rápida e com uma recuperação boa.

Muitos paciente relatam terem tido mais dificuldade na recuperação de uma simples extração dentária do que na colocação do seu implante.


QUER SABER MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO?

Você pode se inscrever no botão abaixo para ganhar um E-book completo sobre Implantes Dentários e ainda receber informações e atualidades sobre esse assunto.




Mas, você também pode receber assuntos diversos sobre cuidados e tratamentos modernos da odontologia preenchendo o formulário abaixo:







7) E A RECUPERAÇÃO DO IMPLANTE DENTÁRIO, COMO FUNCIONA?


A recuperação para a colocação do Implante Dentário é rápida leva de 1 a 3 dias, muitas vezes mais simples que a extração de um dente.

O paciente deve seguir as orientações comuns a qualquer cirurgia bucal, como a colocação de gelo, alimentação gelada e repouso nas primeiras 24hs.

A dor pós-operatória é mínima e, às vezes, nem ocorre. Inchaços discretos podem ocorrer e hematomas são raros.

Claro que salvo aquelas situações de cirurgias mais avançadas de enxertos ósseos.


8) O QUE SÃO OS ENXERTOS ÓSSEOS?


Os enxertos ósseos são recursos que utilizamos para repor osso num local onde queremos colocar implantes. Muitas vezes, sem esses enxertos, não temos estrutura óssea suficiente para fixarmos nosso implantes e se insistirmos ocorrerá o insucesso do tratamento.

Existem muitos tipos de enxertos ósseos, cada qual tem sua aplicação e indicação.

Os chamados enxertos em bloco, são pedaços de ossos mais robustos, que buscam repor maior quantidade de osso faltante.

Também existem os enxertos particulados que são grânulos de osso e devem ser utilizados para repor pequenas quantidades de tecido ósseo ou cavidades como o alvéolo dentário e o seio maxilar (cavidade existente no osso da face da arcada superior próxima aos dentes molares).

Tanto os enxertos em bloco quanto os enxertos particulados podem ser obtidos através de áreas doadoras do próprio paciente, ou seja, tira-se osso de um lugar com abundância para se colocar em outro com deficiência ou através de osso bovino, que passa por um preparo em laboratório para ser utilizado. Existe ainda banco de ossos, mas esses ainda com menor taxa de utilização pelos profissionais.


9) E SE EU NÃO QUISER FAZER ENXERTO ÓSSEO, EXISTE OUTRA ALTERNATIVA?


Atualmente, as empresas de implante vêm trabalhando para que tenhamos diversos tamanhos e formatos de implantes que visam dar condições ao cirurgião de buscar alternativas de trabalho para fugir dos enxertos, visto que são cirurgias mais complexas e com difícil previsibilidade de sucesso.

Portanto, em muitos casos podemos fugir dos enxertos mais agressivos utilizando Implantes curtos, finos, unidos em maior quantidade e com excelente capacidade de osseointegração.


10) QUAIS OS CUIDADOS DEVO TER COM MEU IMPLANTE DENTÁRIO?


Os principais cuidados que devemos ter após a finalização da nossa reabilitação bucal com Implantes é que não haja sobrecarga parafuncional e que não haja placa bacteriana na gengiva ao redor dos mesmos.

Os Implantes Dentários, assim como os dentes naturais, necessitam de higiene diária para se manterem sadios. É importante ressaltar que os Implantes e as próteses por serem de Titânio e Porcelana ou Acrílico, não irão desenvolver a doença Cárie!

Entretanto, a doença da gengiva, conhecida como Gengivite ou Periodontite, pode ocorrer sim nos Implantes (Periimplantites) e levar a perda do mesmo. Por isso a higiene na gengiva ao redor do Implante se torna vital para a manutenção do trabalho realizado.

Veja os recursos que podem ser utilizados para o auxílio na higiene dos Implantes:

⦁ Fio Dental
⦁ Escova Uni-Tufo
⦁ Escova Interdental
⦁ Water Pik
⦁ Enxaguantes Bucais


Peça orientação ao seu Cirurgião-Dentista de como utilizar corretamente cada um desses recursos para que seus Implantes Dentários tenham saúde e vida longa.


FINALIZANDO…


Atualmente os implantes dentários são a melhor alternativa que a odontologia pode oferecer para se repor dentes ausentes. É um tratamento que traz muita satisfação para o paciente, gerando conforto e segurança para as tarefas diárias de alimentação e fala, além de devolver a estética.


A evolução técnica e científica tornou a rejeição do material baixíssima e os enxertos ósseos deram condições para que se possa reabilitar com implantes a grande maioria dos pacientes.


Lembre-se, procure um profissional de sua confiança e converse amiúde sobre a sua situação clínica, pergunte, esclareça suas dúvidas e então escolha qual a melhor opção de tratamento para você.


QUER SABER MAIS SOBRE ESSE ASSUNTO?

Você pode se inscrever no botão abaixo para ganhar um E-book completo sobre Implantes Dentários e ainda receber informações e atualidades sobre esse assunto.




Mas, você também pode receber assuntos diversos sobre cuidados e tratamentos modernos da odontologia preenchendo o formulário abaixo:


Posted on 6 de junho de 2016 in Implante Dentário

Share the Story

About the Author

Leave a reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Back to Top